Velejadora do Algés e Dafundo ganha “passaporte” para Tóquio2020

267
Carolina João - Vela

A velejadora Carolina João conquistou hoje para Portugal uma vaga na classe Laser Radial para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, durante a prova de qualificação olímpica, que decorre em Portimão.

A amadorense, de 24 anos, assegurou em Vilamoura um dos dois lugares em disputa no Continente europeu por oito países, sendo bem-sucedida a par da rival de Israel.

Numa competição aberta a mais países, Carolina João terminou em 43ª da geral, com 90 pontos, apenas superada nesta disputa olímpica pela israelita Shay Kakon, 19ª com 58 pontos em prova liderada destacadamente pela dinamarquesa Anne-Marie Rindom, com 25, menos de metade do que a sua mais directa perseguidora.

Eslovénia, Roménia, Letónia, República Checa, Ucrânia e Bulgária eram as outras candidatas às duas vagas, mas já não as podem disputar, pois a partir de agora o lote de competidoras foi dividido e só podem aspirar à melhor posição entre a 46ª e a 90ª, enquanto Carolina e Shay têm três dias para encontrar o melhor lugar entre as 45 mais fortes.

A velejadora do Sport Algés e Dafundo foi 72ª nos Mundiais de 2018 e 2019, foi 53ª nos Europeus de 2017, 51ª nos de 2018 e 81ª nos de 2019.

A decisão sobre quem representará Portugal em Tóquio2020 será assumida pela direcção, com base em relatório técnico.

A vela já assegurou um quinteto para Tóquio2020, depois do 49er, em quota garantida por Jorge Lima e José Costa no campeonato do mundo classes olímpicas em Aarhus, Dinamarca, e do 470, conseguido por Diogo Costa e Pedro Costa no Campeonato do mundo 470, em Vilamoura. Lusa