Início Desporto Travessia António Bessone Basto realiza-se a 26 de junho

Travessia António Bessone Basto realiza-se a 26 de junho

362

A 15ª Edição da Travessia António Bessone Basto vai realizar-se no próximo dia 26 de junho entre a Praia de Santo Amaro de Oeiras e a Oeiras Marina – Porto de Recreio de Oeiras.

A prova, que é organizada pela Câmara Municipal de Oeiras e que conta com a colaboração da Oeiras Viva EM e a Associação de Natação de Lisboa, está dividida em 4 distâncias (150 metros, 250 metros, 1000 metros e 2500 metros) para poder albergar um número significativo de participantes.

As inscrições estão abertas, mas algumas distância já estão esgotadas (os 2500 metros) e outras muito perto do número limite

Os 250 metros e os 1000 metros vão decorrer desde a Praia de Santo Amaro de Oeiras e a Oeiras Marina – Porto de Recreio de Oeiras, enquanto os 150 metros desenrolam-se ao largo da Praia de Santo Amaro de Oeiras, e os 2500 metros disputam-se entre a Praia de Paço de Arcos e a Oeiras Marina.

Breve biografia de Bessone Basto:

António Bessone Basto nasceu em Algés a 9 de novembro de 1945 e desde cedo se dedicou ao desporto, especialmente à Natação, impulsionado pelo seu avô paterno Rodrigo Bessone Basto (fundador do Sport Algés e Dafundo) e pelo seu pai, também de nome Rodrigo Bessone Basto (participou nos Jogos Olímpicos Helsínquia’1952).

Aos 8 anos fez a sua primeira travessia do Rio Tejo (Trafaria – Algés) e conseguiu o tempo de 58 minutos, ganhando uma taça de prata, que guarda religiosamente até aos dias de hoje.

Nos anos 60, o “mestre Yokochi” começa a treinar Bessone Basto e os resultados não se fizeram esperar, conseguindo vários recordes nacionais (em várias distâncias e estilos), 3 títulos de Campeão Ibérico (estafetas 4×100 metros e 4×200 metros) e dupla vitória nos Jogos Luso-Brasileiros.

Ao serviço da Seleção Nacional esteve presente em 8 competições, onde se destaca o Campeonato da Europa de 1961 (em Leipzig – Alemanha) e os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 1964.

Mas não foi só na Natação que Bessone Bastos teve bons resultados, pois também se notabilizou em outras modalidades, como o Andebol e a Caça Submarina.

Ao serviço da equipa de Andebol do Sporting, conseguiu ser penta-campeão e conquistou ainda duas Taças de Portugal e um Campeonato Regional.

Já na Caça Submarina, foi várias vezes campeão nacional e representou as nossas cores em eventos internacionais, especialmente em Campeonatos da Europa e Campeonatos do Mundo.

Também tem no seu currículo cerca de 1500 medalhas e prémios, onde se destacam a Medalha de Mérito Desportivo, a Medalha da Amizade do COP, os 6 troféus de Nadador do Ano, o troféu de Melhor Atleta dos Anos 60 e o Rugido de Leão.

Atualmente, Bessone Basto divide o seu tempo entre a vice-presidência do Sport Algés e Dafundo e a participação em provas dedicadas aos Masters, onde costuma vencer o seu escalão, com a quebra de recordes nacionais.