KIA Picanto GT Cup: Vítor Gouveia evidencia evolução no Circuito Estoril

729
Vítor Gouveia - KIA Picanto GT Cup 2021 - Estoril

A segunda ronda da KIA Picanto GT Cup deste ano, que se realizou este fim-de-semana no Autódromo do Estoril, evidenciou a evolução protagonizada por Vítor Gouveia, e só algumas contrariedades o impediram de conquistar resultados ainda mais relevantes.

A primeira corrida prometia muito a Vítor Gouveia, mas acabou por terminar prematuramente com grande frustração. O piloto da MG Competição arrancou de um bom sexto lugar da classe Club.

Rapidamente o lisboeta exibiu um andamento fortíssimo, galgando posições atrás de posições para se imiscuir na luta pelos lugares do pódio. Quando um lugar entre os três primeiros parecia uma formalidade, o azar interveio e um problema de direcção atirou o carro número oito para o abandono.

A primeira corrida foi muito frustrante! Estava com um ritmo muito forte e ganhei muitas posições. Acredito que poderia ter terminado nos lugares do pódio, mas ao pisar um corrector, algo que é normal, a direcção cedeu e fui obrigado a abandonar. Foi pena, porque estava mesmo muito competitivo”, afirmou Vítor Gouveia.

Na segunda corrida, o piloto da MG Competição arrancou da sétima posição da classe Club e protagonizou um bom arranque, ganhando diversas posições, o que lhe dava a perspectiva de poder conquistar um resultado muito positivo.

Contudo, sem saber que tinha na sua traseira um concorrente da classe Júnior, envolveu-se numa luta intensa que acabou por deixar alguns danos no seu KIA Picanto, o que condicionou o seu andamento.

Ainda assim, e apesar dos problemas, viu a bandeira de xadrez num bom quinto lugar.

Após a corrida, o piloto da MG Competição estava razoavelmente satisfeito, dado que sente que poderia ter conseguido um resultado ainda melhor.

Não arranquei bem, mas sentia que poderia recuperar e assegurar um bom resultado, dado que estava novamente com um bom ritmo. Porém, envolvi-me numa luta com um concorrente de outra classe, quando era desnecessário, e acabámos por nos tocar.

Penso que seria conveniente encontrar uma forma de distinguir os carros de classes diferentes para evitar estas situações. Com o guarda-lamas a roçar no pneu, o comportamento do carro ficou instável e perdia muita velocidade de ponta.

Apesar de todas as contrariedades, consegui terminar em quinto, o que é um bom resultado, mas poderia ser melhor. Penso que devo salientar a evolução que realizámos relativamente ao Algarve e sinto que agora estou num nível competitivo mais elevado”, concluiu Vítor Gouveia.

A próxima prova da KIA Picanto GT Cup realiza-se a 12 de Setembro no Circuito de Braga.