Início Atletismo Tóquio’2020: Patrícia Mamona conquista medalha de Prata no Triplo Salto

Tóquio’2020: Patrícia Mamona conquista medalha de Prata no Triplo Salto

267

A saltadora Patrícia Mamona conquistou a medalha de Prata no Torneio Olímpico de Triplo Salto Feminino, depois de ter ficado em 2º lugar na Final da competição, que se disputou no Estádio Olímpico de Tóquio, no Japão.

A atleta lusa começou a sua competição com a marca de 14,91 metros, que significava na altura um novo recorde pessoal e novo recorde de Portugal, que já lhe pertencia.

Depois de alguns momentos de desconcentração (com um salto modesto de pouco mais de 12 metros e um nulo), Mamona arrancou para a 2ª Fase da prova determinada em vencer uma das 3 medalhas em disputa.

À 4ª tentativa, volta a bater o recorde pessoal e o recorde de Portugal, com a marca de 15,01 metros, fazendo ainda mais duas marcas fantásticas (14,66 metros e 14,97 metros).

Com este resultado, a atleta, que começou a sua carreira no JOMA (Juventude Operária do Monte Abraão), bateu quase toda a sua forte concorrência, e dizemos quase porque a venezuelana Yulimar Rojas confirmou o seu favoritismo e logo no primeiro salto ficou na liderança, com uns inalcançáveis 15,41 metros, que era um novo recorde pessoal e olímpico.

No entanto, a venezuelana queria mais, ou seja, “roubar” o recorde do Mundo à ucraniana Inessa Kravets, que vigorava desde 1995.

Na última tentativa, Rojas “voou” até à marca dos 15,64 metros, batendo o mítico recorde por 14 centímetros(!).

A medalha de Bronze foi para a espanhola Ana Peleteiro, que alcançou os 14,87 metros.