GT Winter Series 2022: Grande competitividade no Circuito Estoril

250
GT Winter Series 2022 - Circuito Estoril

Foram 27, os carros reunidos no Estoril para enfrentar o segundo evento da temporada 2021/2022 da GT Winter Series e as três primeiras corridas de 2022.

Para além de um pelotão com uma enorme variedade, havia acima de tudo uma enorme competitividade, bastantes pilotos a fazer a sua estreia na GTWS e “velhos conhecidos” da competição novamente em pista.

Qualificações

Como era esperado, os melhores tempos foram conseguidos na qualificação que teve lugar logo de manhã e aproveitando o tempo ainda fresco. A equipa Olimp Racing dominou as duas sessões colocando os seus dois Ferrari 488 GT3 no topo da tabela de tempos.

Karol Basz e Krystian Korzeniowski ditaram o ritmo, os dois pilotos polacos foram os únicos a conseguir marcar voltas no segundo 36, renegando assim Javier Ibran Pardo, que está muito familiarizado com o Estoril, para o segundo lugar no seu Ligier LMP3.

O piloto espanhol estava visivelmente satisfeito com a primeira fila da grelha. “Ganhamos na corrida“, brincou o espanhol.

Na classe Cup-R, Ulrich Ziegler destacou-se mais uma vez com o seu Porsche 991.2 GT3 Cup, que era visivelmente rápido e parecia sentir-se muito confortável no circuito português.

Os dois Porsche 992 GT3 Cup presentes (Sebastian Glaser e Oscar Löfquist) tiveram um duelo de longa duração, que Oscar decidiu a seu favor, partindo assim da terceira linha da grelha, perdendo ligeiramente (1:40.2) para o Ferrari GT3 de Uwe Lauer que partia assim à sua frente.

O “dominador GT4” foi Theo Oeverhaus, o jovem alemão já tinha conseguido os melhores tempos e ganho a classe GT4 na ronda de Dezembro em Portimão.

No Estoril não baixou de ritmo com o entrar do novo ano e colocou o seu AMG GT4 da CV- Performance Group no topo da classe ,com um tempo de 1:43.291, deixando mesmo dois 991 Cup atrás dele.

A BMW España entrou no evento, excelentemente preparada e de forma visivelmente bem-disposta. Embora Marcel Marchewicz da Schnitzelalm Racing tenha estabelecido o tempo de referência com o seu BMW M2 CS Racing, os espanhóis encurtaram a distância face à jornada de Portimão mostrando-se muito motivados em lutar pela vitória na BMW M2 CS Winter Cup.

Corrida de Endurance

Com o Sol a baixar na Serra de Sintra, a corrida de 45 minutos teve o seu início. Em vez das outras duas corridas, esta tinha a particularidade de haver uma paragem obrigatória, e, para aqueles que partilhavam o carro, a troca de pilotos era obrigatória.

Mais uma vez, os dois Ferraris da Olimp ocupavam a primeira fila da grelha e não havia dúvidas na mente de quem assistia de que estes iriam discutir a vitória de início ao fim.

No entanto, a imprevisibilidade das corridas atacou e o Ferrari que partia da segunda posição caiu para quarto lugar após as paragens obrigatórias.

A dupla de Basz/Jedlinski, que partiram da Pole-Position, obteve outra vitória, conseguindo a façanha de obter o tempo mais rápido de todo o fim de semana, completando as 12 curvas do traçado do Estoril num rapidíssimo 1:36.387.

O Ferrari da Die Biermacher Racing de Uwe Lauer, que trouxe Francesco Lopez para ajudar na corrida de Endurance, terminou em segundo lugar apenas a um segundo atrás do ás Basz em termos de tempo de volta mais rápida, o que mostrou a rapidez do Ferrari da Die Biermacher Racing.

Durante todo o fim-de-semana, Johannes Kapfinger impressionou. Nas suas primeiras corridas, o jovem de 18 anos liderou na frente dos pilotos experientes no seu 991.2 GT3 Cup triunfando na classe Cup-R juntamente com o seu irmão gémeo.

Oeverhaus, que conduzia a solo, venceu novamente, completando assim o pleno com 6 vitórias em 6 corridas. Haub/Jilkova tiveram que se contentar com a segunda posição.

No entanto, a corrida não foi um mar de rosas para Oeverhaus, pois na paragem obrigatória, o AMG GT4 da Drago Racing ZvO conseguiu voltar à corrida na liderança da classe depois de Jilkova ter completado um turno de condução onde a distância para Oeverhaus nunca foi maior do que 3 segundos.

Assim, a dupla Jilkova / Haub conseguia ultrapassar o AMG GT4 da CV Performance nas boxes. Haub foi capaz de manter durante algum tempo Oeverhaus nos seus espelhos, resistindo às investidas do alemão mostrando um grande espírito de luta.

No entanto, Oeverhaus, que era um segundo por volta mais rápido, finalmente prevaleceu e foi capaz de ultrapassar.

Quando falamos da Kraemer Racing, a primeira coisa que nos vem à cabeça são as corridas de Resistência, e o porquê foi evidente pelo resultado obtido na corrida de Endurance, uma vez que conseguiram colocar os seus 981 GT4 CS até meio da classificação geral e conquistando assim a vitória na CUP S.

Veremenko e o chefe de equipa Karsten Kraemer, que não resistiu e teve que competir no seu carro, saíram do Autódromo do Estoril satisfeitos.

Com as três corridas completas, as 27 equipas demonstraram que a consistência e o trabalho perfeito nas boxes são chave nas corridas de maior duração.

GTWS chega a meio e Jerez é o próximo desafio

O GT Winter Series chega agora a meio da sua temporada e aguarda com expectativa mais duas paragens fabulosas. O próximo evento terá lugar em Jerez, na Andaluzia, a 12/13 de Fevereiro de 2022.

Circuito conhecido do MotoGP e no passado da Fórmula 1, este oferece condições óptimas e com um traçado muito rápido e muito técnico que certamente será do agrado dos pilotos.