Rallye das Camélias 2022: Conheça as Especiais e os Percursos

315
Rallye das Camélias 2022

Este fim-de-semana as zonas do Estoril, Sintra e Mafra voltam a viver a ‘febre’
da velocidade, com mais uma edição do Rallye das Camélias.

Mais uma vez organizada pelo Clube Motorismo de Setúbal, a versão de 2022 de uma das mais clássicas provas nacionais promete uma nova página de uma riquíssima história.

Demonstrando a vitalidade deste desafio, o bilstein group junta-se como ‘main
sponsor’ da organização e está tudo pronto para que comece a competição.

E olhando para a parte desportiva, o bilstein group Camélias vai manter o figurino
que tanto sucesso tem tido. A abrir as hostilidades, duas especiais ‘habitués’ nos
ralis na região, Sintra – Pé da Serra, os desafiantes 10.06 kms que começam na
subida da Rampa da Pena, entrando depois na rápida sequência até ao
cruzamento dos Capuchos, para finalizar junto ao Pé da Serra.

Minutos depois, mais 11.25 kms na classificativa Azóia – Cascais, com as clássicas Peninha e Lagoa Azul feitas em sentido inverso.

É altura depois de rumar à zona de Mafra, com a especial Monte Gordo – Gradil
com mais de 13 kms a fechar a secção matinal, antes de uma retemperadora
pausa junto a esse monumento de interesse nacional que é o Palácio Nacional
de Mafra.

Após o almoço, tempo para os pouco mais de 10 kms do Codeçal e a mais curta especial do rali, Livramento, antes de nova visita ao Parque de Assistência montado como habitualmente no Parque Intermodal de Mafra, onde se espera a presença de bastante público.

Para fechar, dupla passagem pelo troço mais longo do rali, Capuchos com 14.53
kms, uma ao cair da noite e outra já mesmo sem a luz do astro rei.

Será aqui que talvez tudo se decida, antes da consagração dos heróis nos Jardins do Casino Estoril.

E falando em consagração, nada como olhar para os 75 inscritos (o limite de
equipas aceites foi atingido…) que mais uma vez responderam da melhor forma
à chamada do Clube de Motorismo de Setúbal.

Aqui chegados, os três vencedores das edições mais recentes estão presentes e são os maiores favoritos. Rui Madeira surge desta vez ao volante de Mitsubishi Mirage tentando repetir a vitória da última edição, e terá no banco do lado direito o recém-chegado de África, Nuno Rodrigues da Silva.

A dupla Pedro Clarimundo / Mário Castro, que ganhou o rali em 2020, volta a optar pelo Skoda Fabia, ao passo que Paulo Neto, que ganhou no regresso das Camélias ao panorama nacional, vai seguramente aproveitar esta prova para ganhar ritmo, a pensar no Campeonato Nacional de Ralis, e vai tentar levar o seu também Skoda Fabia ao triunfo, enquanto a correr por fora teremos Carlos Fernandes com o Mitsubishi Lancer.

Olhando mais uma vez para o grande trabalho da organização, nota para a
estreia do novo Toyota Yaris do troféu, que irá desempenhar o papel de abrir a
estrada como carro 0 e que será preparado pela Inside Motor.

Com o São Pedro a ajudar, é esperada casa cheia ao longo das especiais. O
início está marcado para as 9h nos Jardins do Casino Estoril, aonde os pilotos
vão regressar às 20h.

Pelo meio, Sintra – Pé da Serra às 9h38, Azóia – Cascais às 10h06 e Monte Gordo – Gradil às 11h14 antes do almoço.

Durante a tarde, Codeçal e Livramento são os palcos da ac ção às 15h03 e 15h46.

Para fechar, regresso a Sintra e aos Capuchos às 17h30 e às 19h20.

Os dados estão lançados e está tudo pronto para mais uma emblemática edição
das ‘Camélias’ com o carimbo da reconhecida qualidade do Clube Motorismo de
Setúbal e desta vez com o apoio de confiança do bilstein group.

FPAK