Início CASCAIS Frederico Morais despromovido do circuito mundial de surf

Frederico Morais despromovido do circuito mundial de surf

136

O português Frederico Morais foi esta terça-feira despromovido do circuito mundial de surf, ao perder na terceira ronda do Margaret River Pro, quinta etapa e que marcava a seleção dos 22 primeiros para a segunda metade da temporada.

Frederico Morais iniciou a competição no 25.º lugar do “ranking”, necessitando de, pelo menos, chegar aos quartos de final do campeonato australiano para aspirar à presença nas últimas cinco provas do circuito principal.

Depois de ter superado a repescagem, o surfista natural de Cascais ‘caiu’ na terceira ronda, ao somar 8,5 pontos (4,17 e 4,33), que foram insuficientes face ao brasileiro Caio Ibelli, que totalizou 15 (6,83 e 8,17).

O português terminou a competição entre os 17.ºs classificados, igualando os resultados obtidos no Billabong Pro Pipeline e no Hurley Pro Sunset Beach, ambos no Havai, e no Rip Curl Bells Beach, também na Austrália. A exceção foi o Meo Pro Portugal, em Peniche, onde terminou no nono posto.

“Kikas”, que tinha alcançado em 2021 o melhor resultado de sempre de um português, com o 10.º lugar, no seu regresso à elite, depois de ter vencido o circuito de qualificação (WQS) em 2019. Antes, tinha sido 14.º na estreia, em 2017, e 23.º em 2018, quando foi despromovido pela primeira vez.

A ‘luta’ pela presença no circuito mundial de 2023 passa agora pelo “Challenger Series”, que atribui 12 vagas masculinas e seis femininas e vai ter inicio na Austrália, com o Boost Mobile Gold Coast Pro, entre sábado e 15 de maio.

Além de Frederico Morais, também vão estão nesta antecâmara do circuito principal os portugueses Vasco Ribeiro, Teresa Bonvalot, Francisca Veselko, Mafalda Lopes e Yolanda Sequeira.