Início Uncategorized “Quando se passa os oitavos fica-se mais perto de ser favorito”

“Quando se passa os oitavos fica-se mais perto de ser favorito”

288

O selecionador Fernando Santos relativizou a questão de Portugal ser ou não candidato à conquista do Mundial2022 de futebol, preferindo realçar que um triunfo sobre a Suíça deixará a equipa mais perto de um eventual sucesso.

“Vai ser um jogo tremendamente difícil, entre duas equipas muito fortes. Um jogo de oitavos de final, um jogo duro, mas Portugal acredita que vai ganhar”, afirmou, em conferência de imprensa de antevisão ao encontro de terça-feira, com os suíços.

Depois de o treinador-adjunto da Suíça Vincent Cavin ter assumido o favoritismo dos helvéticos, também Fernando Santos disse que Portugal “tem capacidade para vencer o jogo” e acredita que “é possível” apurar-se para os ‘quartos’: “São 11 contra 11, acreditamos que é possível. Queremos continuar aqui”.

Santos relativizou ainda questões relacionadas com candidaturas ou favoritismos da equipa das ‘quinas’, ainda que lembrando que cada eliminatória ultrapassada é mais um passo rumo à conquista de um troféu.

“Não interessa ser candidato ou favorito, se tem obrigação ou não. Quem joga por Portugal tem sempre a obrigação de ganhar. Para nós, é bom sentir essa adrenalina. Queremos muito ganhar e vamos fazer por isso. Quando se passa os oitavos de final, depois os quartos e as meias, fica-se mais perto de ser favorito”, salientou.

Contudo, quando questionado por um jornalista sobre qual a outra equipa que considera favorita a vencer o Mundial2022, além de Portugal, foi direto e perentório: “Portugal”.